AD Taipas

Assembléia de Deus – Min. Belém (Setor 51) Parada de Taipas

A proposta deste breve texto é mostrar, baseado na bíblia, que crente é uma coisa e discípulo outra bem diferente. O motivo deste assunto é o notável crescimento dos “crentes” no mundo e suas qualidades. Será que todos têm a mesma filosofia, o mesmo ideal, o mesmo Deus? Enfim, será que todos vão para o céu?

OS CRENTES DE HOJE

Muitos estão aderindo este nome em suas vidas, vale até lembrar o trecho de uma música evangélica que diz: “ É chique ser crente é chique demais, todo mundo quer ser crente mas não quer deixar o pecado para traz”, hoje a filosofia é venha como estás e continue como estás, Deus só quer o coração. A renúncia já não existe, a busca pela santificação acabou-se, na maioria dos casos a espiritualidade saiu e entrou o emocionalismo gerado pelo sensacionalismo exarcebado, os dons espirituais já não são necessários. Se o apóstolo Paulo estivesse vivo hoje, talvez usaria a sua pena para escrever uma epístola aos crentes contemporâneos, e a sua principal frase seria: “CONVERTEI-VOS”. Talvez disciplinaria muitos, mas isso seria pouco provável, pois, Pastor deste tipo não é aceito em nossas igrejas e o salário dele seria o desprezo.
Estamos vivendo tempos de apostasia, é necessário que tudo isto aconteça para que se cumpra as sagradas escrituras.

“E por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos se esfriará.” Mt 24.12
“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.” Mt 7.15

Para uma melhor compreensão, vejamos os tipos de evangelhos que estão sendo pregados hoje.

Evangelho da prosperidade: Usa-se versículos isolados não respeitando o contexto para atrair multidões à promessa da benção, neste evangelho não se prega sobre santificação, renúncia, e a cruz de Cristo estão descartados, o importante é o que é imediato, o importante é receber.
“… e se o meu povo, que se chama pelo meu nome se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” 2 Cr 7.14

O evangelho antropocêntrico: Prega-se mais sobre o homem do que o criador, o homem está no centro de tudo, neste evangelho é normal se ouvir frases como estas:
Não desista dos seus sonhos;
Sonhe os sonhos de Deus;
Você pode tudo;
Declare para o diabo ouvir…;
Profetiza para você mesmo;
A minha vitória tem sabor de mel.

O evangelho do imediatismo: Os crentes que gostam deste evangelho são ensinados a exigir de Deus as bênçãos, gostam de frases como “coloque Deus na parede”. Neste tipo de evangelho a vontade Deus não é aceita na vida das pessoas, mas a bíblia nos ensina:

“Esperei com paciência no Senhor, e Ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor.”Sl 40.1
“ Do homem são as preparações do coração, mas do Senhor a resposta da boca.” Pv 16.1

O evangelho místico: Neste evangelho a experiência se torna maior que a bíblia, é comum neste evangelho falsos arrebatamentos, anestesias santas, unção do riso, unção do leão, sonhos esquisitos, ênfase na numerologia e consulta a pseudos profetas.

Gastaríamos muita tinta e papel escrevendo sobre falsos evangelhos, mas certo é que só existe um evangelho verdadeiro que apresenta o único caminho verdadeiro, e único Jesus verdadeiro que conduz o homem ao céu.
“E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” Jo 8.32
“Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” Jo 8.36
“E disse Jesus: quem quiser vir após mim negue-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me.” Mt. 16.24

DISCÍPULO

Muitos seguiam a Jesus pelos montes e vales, cidades e desertos, muitos até admiravam as suas palavras, outros queriam ser curados e até recebiam a cura, porém discípulos eram poucos. Afinal, quem eram essas pessoas denominadas discípulos?. Vejamos o significado da palavra discípulo.

Discípulo: O que recebe disciplina ou instrução, que segue os conselhos, ou imita os exemplos de outrem. Boyer O.S, Pequena enciclopédia bíblica.

Eram pessoas de variados tipos de classes sociais e cultura, eram submissos e servos do Senhor com amor.

COMO DEVE SER O VERDADEIRO DISCÍPULO?

Ser discípulo é ser seguidor de Jesus, submisso à palavra da verdade sem contestar, é ser servo sem querer ser servido, é realizar a vontade de Jesus com amor e sempre com o sentimento que poderia fazer mais e melhor.
O verdadeiro discípulo é sofredor alegre, carrega a cruz do verdadeiro evangelho, não exige, só agradece. Na vida do discípulo Jesus está no centro de tudo, acha melhor dar do que receber e a única revelação que quer receber é a revelação da palavra de Deus.

Que possamos ser crentes discípulos de Cristo.

Pb. Fábio Goulart – Congregação Jd. Alvina

AD Taipas

  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin